Notícias e Mídia

You are here

Club Penguin agora faz parte da Walt Disney Company
1º de agosto de 2007

 

KELOWNA, CANADÁ e BURBANK, ESTADOS UNIDOS – 1º de agosto de 2007- Como parte de sua estratégia de crescimento em longo prazo por meio de novas tecnologias para a criação e distribuição global de entretenimento de alta qualidade para toda a família, The Walt Disney Company NYSE: DIS) adquiriu o Club Penguin, um dos mundos virtuais para crianças em maior crescimento no planeta. Com o Club Penguin entre seus produtos online, a Disney fortalece seu objetivo de estabelecer a liderança nos mundos virtuais online para crianças e famílias.

 

Desde seu lançamento em outubro de 2005, o Club Penguin conquistou mais 700 mil assinantes, e alcançou o crescimento do número de assinantes e usuários com recursos de marketing muito limitados, contando principalmente com um produto forte e propaganda boca a boca entre as crianças. O site tem mais de 12 milhões de usuários ativos, principalmente nos Estados Unidos e no Canadá, e é um sites com maior crescimento para usuários entre 6 e 14 anos de idade. No site, os usuários assumem a forma de avatares-pingüins, que habitam um mundo virtual coberto de neve, interagem com outros usuários, participam em atividades de grupo e criam e decoram um iglu virtual com as moedas que ganham brincando com os joguinhos.

 

“A aquisição é consistente com nossa estratégia de alavancar a tecnologia para criar entretenimento de alta qualidade no mundo inteiro, e com nosso compromisso de investir para gerar crescimento e valor para nossos acionistas,” afirma Bob Iger, presidente e CEO da Disney. “O Club Penguin reúne todos os valores de maior importância para a Disney – proporcionar um entretenimento de alta qualidade para a família e fomentar a confiança dos pais. Os fundadores agregaram novas tecnologias e criatividade para inventar uma experiência incrivelmente atraente de entretenimento para crianças e suas famílias. Assim como na Disney.com, as crianças adoram o Club Penguin e os pais confiam no site; estamos orgulhosos em dar as boas vindas para a equipe criativa do Club Penguin à Disney. Ao combinar a criatividade e o conhecimento da equipe do Club Penguin com os recursos da Disney Online, poderemos alcançar nosso objetivo de estabelecer a liderança nos mundos virtuais online para crianças e famílias no planeta.”

 

“Estávamos em busca de uma organização que não apenas compartilhasse nossos valores e preocupações com as crianças, mas que também tivessem a habilidade e o desejo de nos ajudar a levar o Club Penguin para mais crianças no mundo todo. Encontramos essa parceria na Disney,” afirma Lane Merrifield, um dos três fundadores do Club Penguin. “Como ex-funcionário da Disneyland, sempre tive um grande respeito por tudo que Walt criou. Quando ele imaginou a Disneyland pela primeira vez, Walt queria criar um lugar seguro onde ele e suas filhas pudessem se divertir. No processo de criação do Club Penguin, tínhamos o mesmo desejo e muitas vezes nos inspiramos na visão de Walt, na esperança de criar um lugar online único, onde nos sentiríamos seguros em deixar nossos filhos brincarem.”

 

O Club Penguin, que será chamado Disney’s Club Penguin, manterá seu endereço na internet (www.clubpenguin.com) e sua base de operações permanecerá em Kelowna, no Canadá. Os três fundadores da empresa, Lane Merrifield, Dave Krysko e Lance Priebe, se juntarão à Disney, mas ainda serão responsáveis pela direção do site. Merrifield, diretor do Club Penguin, se tornará vice-presidente do The Walt Disney Internet Group (WDIG), e reportará diretamente a Steve Wadsworth, presidente do WDIG. A Disney planeja mudanças imediatas para o modelo de operação do Club Penguin.

 

“Tudo o que Lane, Dave e Lance conquistaram ao criar uma comunidade enorme em torno de um ambiente tão atraente em tão pouco tempo é fenomenal,” declarou Wadsworth. “Damos nossas boas-vindas à sua cultura única, e estamos todos ansiosos para ver os resultados da combinação das inovações do Club Penguin com a força da marca Disney e seus recursos e alcance global, além do 1º lugar que alcançamos entre as crianças e suas famílias com a Disney.com. Esperamos que o Club Penguin continue crescendo com força no futuro, especialmente visando mercados fora da América do Norte e pela promoção de nossas plataformas com a marca Disney.”

 

Para a Disney, a aquisição do Club Penguin é a novidade mais recente em um ano de sucesso para o espaço online com a marca Disney. No começo de 2007, a empresa lançou a Disney.com, que permanece o site nº 1 para crianças e famílias. Usando as tecnologias mais modernas para banda larga, a nova Disney.com oferece todos os produtos Disney em um único site na web, incluindo vídeos sob demanda, jogos (incluindo MMOGs – abreviação em inglês para Jogo Online para Multijogadores – de mundos virtuais), assim como comunidades, redes sociais, conteúdo gerado pelos usuários e a criação de listas de mídia individuais, tudo isso em um ambiente seguro e criado especialmente para crianças.

 

A Disney foi uma das primeiras empresas a ingressar no mundo virtual para crianças e famílias em 2003, com a introdução da Toontown Online, o primeiro MMOG para crianças e famílias. No final deste ano, a Disney deve lançar Piratas do Caribe Online e em 2008, será lançado o Disney Faries, um mundo virtual para garotas com a fada Sininho e suas amigas, que vem para completar o famoso site Disneyfairies.com, no ar desde janeiro de 2007. No DisneyFairies.com, os usuários podem criarm, vestir e dar nomes a avatares de fadinhas, assim como decorar sua casa, tudo isso no mundo mágico de Sininho. Até agora, cerca de 2,5 milhões de fadas foram criadas no site.

 

Estrategicamente, a Disney planeja desenvolver uma rede de entretenimento com a marca Disney que permite ao usuário ter acesso a conteúdo com a marca Disney, como os mundos virtuais e os jogos e vídeos da Disney.com, em qualquer lugar e a qualquer momento, assim como se comunicar com seus amigos em diferentes plataformas, através de um site central conectado a PCs e dispositivos móveis, como telefones celulares e plataformas de jogos.

 

Até o momento, as bases do usuário do Club Penguin se localizam nos Estados Unidos, Reino Unido e Canadá. Com os recursos e a experiência do Walt Disney Internet Group, o Club Penguin pretende criar versões internacionais do site na Europa e na Ásia, assim como nas Américas. O WDIG e a diretoria do Club Penguin explorarão maneiras de integrar o Club Penguin à rede de entretenimento conectada à Disney com o passar do tempo.

 

O Club Penguin foi criado para jogadores de 6 a 14 anos, mas é aberto a todas as idades. Assim como outros mundos virtuais da Disney, o Club Penguin tem uma abordagem baseada no modelo “corda de veludo”. Embora os usuários não precisem pagar nada para jogar por tempo ilimitado, e aproveitam parte da geografia e funcionalidade do mundo virtual, é preciso fazer uma assinatura para alcançar um certo status no jogo, aproveitar outras possibilidades ou comprar itens, como móveis para o iglu de seu avatar. A assinatura mensal custa US$5,95 e a anual, US$57,95. Além das assinaturas, o Club Penguin também gera receita com a venda online de produtos, como versões em pelúcia dos puffles (animais de estimação dos pingüins), camisetas e vales-presente.

 

Sobre The Walt Disney Company

 

The Walt Disney Company (NYSE:DIS), em conjunto com suas subsidiárias e afiliadas, é o grupo líder em entretenimento e mídia no mundo inteiro com quatro segmentos de atuação: redes de mídia, parques e resorts, entretenimento em estúdio e produtos para o consumidor. A Disney é uma empresa Dow 30, com uma receita anual de mais de US$34 milhões no último ano fiscal, e uma capitalização de mercado de cerca de US$65 bilhões, com base em dados de 21 de julho de 2007.

 

Sobre o Walt Disney Internet Group

 

O Walt Disney Internet Group (WDIG) oferece uma mistura atraente de entretenimento interativo e conteúdo informativo, além de serviços para a Internet e dispositivos móveis para o mundo todo. O WDIG desenvolve tanto mídias exclusivas, criadas para a Internet e dispositivos móveis, quanto novas plataformas para distribuir conteúdo selecionado nas divisões de entretenimento de The Walt Disney Company (NYSE: DIS) ou suas empresas afiliadas.

 

Sua missão principal é proporcionar um ambiente seguro de entretenimento para que os consumidores possam ter uma experiência especial com a marca Disney em qualquer lugar e a qualquer momento, para terem acesso à informação e à diversão, comunidades online com outros fãs da Disney, ou adquirir produtos e serviços. O WDIG integra uma gama incomparável de conteúdo com as melhores práticas na abordagem de Internet e tecnologia móvel proporciona uma série de linhas de receita com conteúdo, publicidade e e-commerce da melhor qualidade. O WDIG inclui a Disney.com, a Family.com, a Movies.com e a mDisney (entretenimento móvel). Além dfisso, o serviço para telefones celular Disney Mobile, do WIDG é o primeiro serviço desse tipo com aplicativos especificamente desenvolvidos para atender à necessidades das crianças e seus pais. O WDIG também é responsável pela liderança estratégica, suporte de execução de negócios e uma plataforma tecnológica de última geração para todas as propriedades de The Walt Disney Company na Internet, incluindo a ESPN.com, ABC.com e ABCNEWS.com, todas líderes em suas categorias. Com seu escritório central em North Hollywood, na Califórnia, Estados Unidos, o WIDG tem operações no leste da Ásia, na Europa e nas Américas.

 

Declarações Relativas ao Futuro

 

Certas declarações nesse release podem constituir “declarações relativas ao futuro”, de acordo com o Ato de Reforma de Litígio de Segurança Privada de 1995, nos Estados Unidos. Essas declarações são realizadas com base nas visões e suposições da gerência da Empresa em relação a eventos e performance dos negócios no futuro, e não temos nenhuma obrigação de atualizar tais declarações. Os resultados reais podem ser diferentes em termos materiais daqueles expressados ou supostos. Essas diferenças podem resultar de ações tomadas pela Empresa, incluindo reestruturações e iniciativas estratégicas (incluindo investimentos de capital ou aquisição e/ou disposição de recursos), assim como desenvolvimentos que ficam além do controle da Empresa, como: acontecimentos internacionais, políticos ou militares; desenvolvimento tecnológico; e mudanças nas condições econômicas domésticas e globais, condições de competitividade e preferências do consumidor. Esses desenvolvimentos podem afetar previsões referentes à operações dos negócios da Empresa, incluindo, entre outros fatores, a demanda por produtos e a o desempenho de alguns ou todos os negócios da Empresa, diretamente ou por meio de seu impacto nos distribuidores de nossos produtos. Fatores adicionais podem afetar os resultados divulgados no Relatório Anual, no Formulário 10-K de The Walt Disney Company no ano fiscal que terminou no dia 30 de setembro de 2006, e em relatórios subseqüentes no Formulário 10-Q, sob o cabeçalho “Item 1A – Fatores de Risco.”

 

Para maiores informações, entre em contato com:

clubpenguinmedia@disney.com